NOTÍCIAS

Governo dos Açores convoca jovens para participarem na construção do DemocraciAZ

  28-06-2023

A Secretária Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego adiantou esta terça-feira que os jovens estão a ser convocados para definição dos objetivos operacionais do Plano Regional para a Literacia e Participação Democrática Jovem – DemocraciAZ.

Segundo Maria João Carreiro, que falava na sessão de abertura do seminário “Democracia e Participação dos Jovens”, promovido através da Direção Regional da Juventude no Nonagon, na Lagoa, em setembro vai ter início a iniciativa “Jovens com Voz” para “recolher contributos, ideias e propostas” em cada uma das ilhas da Região.

“A versão final do DemocraciAZ só estará concluída após um alargado processo de auscultação, reflexão e participação dos jovens e sociedade civil”, afirmou, para explicar que “este é um Plano para ter impacto na vida dos jovens” e, nesse pressuposto, “é essencial mobilizá-los para a sua construção e atender às suas expetativas e ideias”.

De acordo com a titular da pasta da Juventude, o DemocraciAZ está estruturado em quatro eixos: Literacia Democrática; Princípios e Sistema Eleitoral; Ecossistema Participativo; e Educação Mediática, aos quais correspondem objetivos estratégicos.

“O desafio, agora, e até ao final deste ano, é materializar os eixos e objetivos estratégicos na definição de atividades e ações a desenvolver para que os jovens possam dar o melhor de si à Região e para que os Açores possam também dar as melhores condições em termos de participação pública e política dos jovens”, defendeu.

Além destas iniciativas de auscultação e diálogo com a sociedade civil sobre democracia e participação dos jovens com vista à construção do DemocraciAZ, o Observatório da Juventude dos Açores está a operacionalizar um estudo com jovens dos 12 aos 30 anos de idade de todas as ilhas para recolher indicadores de participação pública e literacia democrática jovem para os considerar na definição das ações do Plano Regional.

A expetativa é de que a implementação do DemocraciAZ se inicie ainda no primeiro trimestre do próximo ano e num horizonte temporal de três anos, ou seja, até 2026.

Maria João Carreiro considerou que o DemocraciAZ é a expressão do “inconformismo” perante um “quadro francamente desafiante” numa Região com elevados níveis de abstenção eleitoral, não obstante ter “todas as condições para ser um exemplo”.

“Os Açores, pela sua dimensão, proximidade entre eleitos e eleitores e aos órgãos de governo próprio e pelos instrumentos de participação pública têm todas as condições para ser um exemplo nacional e europeu de democracia e participação juvenil”, afirmou.

Assim sendo, a governante desafiou os jovens a assumirem um “papel cada vez mais relevante no desenvolvimento da Região, sublinhando que “a exigência dos jovens é essencial para que possamos construir uma sociedade mais justa, coesa e sustentável e isso depende, também, da vossa capacidade para participar, dialogar e defender”

Participaram no Seminário “Democracia e Participação dos Jovens” João Bosco Mota Amaral, Alexandre Gaudêncio, Elias Pereira, Diana Duarte, Sebastião Silva, Sofia Botelho, Linda Luz e Dulce Bradford. A Sessão de Encerramento foi presidida pelo Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Luís Garcia.